morada do ser

Ethos: o homem é ético por natureza

"Para se interrogar, é preciso dois, aquele que interroga e aquilo que é interrogado. Confundido com a natureza, o animal não pode se interrogar. Eis aí, me parece, o ponto que procuramos. O animal e a natureza são um só. O homem e a natureza são dois."
 
Vencors, "Os Animais Desnaturados"
 
 
"O ethos (eta inicial) diz essa intensificação comportamental. Essa tendência, em agir sempre da mesma maneira, pertence a todos os seres, inclusive o homem. Ethos (eta inicial), diz, então, a morada de cada ser, o padrão que normalmente um ser vivo realiza. Todo ser vivo tem seu ethos (eta inicial). Na Grécia, em geral, principalmente no período clássico, criou-se o costume de usar a palavra ethos (eta inicial), neste sentido, como referência ao modo de ser humano. O homem marca o ambiente, o espaço, as constâncias, as coordenadas em que ele se realiza, como mundo. O homem é ser do mundo. Ser-no-mundo é o ethos (eta inicial) de um ser errante, de um ser em constante transformação de si mesmo, pelo pensamento.